“Bixa Travesty”, de Linn da Quebrada, é um dos representante do Brasil no Festival de Cinema de Berlim

É muito talento, hein! A artista transgênero Linn da Quebrada marcará presença no Festival de Berlim 2018 com o documentário “Bixa Travesty”, integrando a mostra Panorama do Festival.

O documentário “Bixa Travesty”, de Kiko Goifman e Claudia Priscilla, conta a trajetória artística de Linn da Quebrada, falando sobre seu amadurecimento, sua produção musical, suas performances e sua luta diária.

O corpo político de Linn da Quebrada é a força motriz desse documentário que a captura em sua esfera pública e privada, ambas marcadas não só por sua presença de palco inusitada, mas também por sua incessante luta pela desconstrução de esteriótipos de gênero, classe e raça.

Em 2016, o m-v-f- comissionou o videoclipe “Talento”, da própria, usando como pano de fundo uma casa de recolhimento para transexuais no centro de São Paulo. O clipe já era um manifesto claro e incondicional à causa trans.

Parabéns, Linn!!!

 

 

Por Magê Ferezin
Em 15 de fevereiro de 2018

compartilhe