Xênia França propõe um profundo debate sobre apropriação cultural no clipe de “Pra Que Me Chamas?”

É para evidenciar a luta e enaltece raízes africanas.  Entre versos marcados pela forte religiosidade, flertes com o jazz, diálogos com a cultura Iorubá e confissões intimistas, Xênia França escancarou as portas do primeiro álbum “Xenia”. A faixa escolhida para apresentar o trabalho ao público foi “Pra Que Me Chamas?”, que se transformou no mais novo clipe da cantora e compositora baiana.

O vídeo aborda subjetividades do racismo, como a apropriação cultural. A produção chega carregada de  imagens simbólicas intrinsecamente ligadas à cultura afro-brasileira e mantém a mesma linguagem subjetiva que a canção trás em sua mensagem. Coisa linda de se ver!

A direção é de Fred Ouro Preto, que já trabalhou com nomes como Emicida e MC Guimê. O roteiro inteiro foi pensado pela própria Xênia.

“Xênia” é o primeiro álbum da carreira da baiana, lançado em setembro do ano passado. Xênia França é uma das presenças confirmadas no m-v-f 2018! Além de participar do Talk Unha & Carne Made in Bahia com Fred Ouro Preto e As Diabas, a cantora também fará um pocket show na área externa do MIS às 16h do domingo (30 de setembro).

Por Jessica Di Risio
Em 19 de setembro de 2018