Speedy Ortiz abusa das cores para falar sobre assédio na inédita “Villain”

O assunto é sério, e precisamos falar desse vídeo. Descrever o assédio verbal e físico diante das câmeras já é uma proposta extremamente delicada , e criar um vídeo musical que aborde a monstruosidade do tema sem diminuí-lo, pode parecer quase impossível. Não para o Speedy Ortiz. O grupo prepara o lançamento de seu próximo disco, “Twerp Verse”, e, para adiantar novidades do registro, eles divulgaram o clipe para a inédita “Villain”.

A canção é sobre a ginástica mental que os sobreviventes a situações como essa têm a fazer, e o alívio que surge quando se fala sobre o trauma com os amigos, família, ou quem quer que o ajude a esquecer.

Mesmo ancorada no rock alternativo da década de 1990, o segredo da produção está no truque milagroso de abordar este tópico no quadro de um filme B dos anos 60, mostrando uma estranha criatura com cabeça de peixe interferindo diretamente nas atividades realizadas pela personagem de Dupuis, vocalista da banda. São pequenos blocos de ruídos, vozes e distorções controladas.

A direção ficou por conta de Elle Schneider.

A música se junta à “Lucky 88” e “Lean In When I Suffer” no próximo disco da banda, “Twerp Verse”, que tem lançamento marcado para o dia 27 de abril.

Por Jessica Di Risio
Em 13 de abril de 2018