Pabllo Vittar retrata a intolerância no vídeo emocionante de “Indestrutível”

Não estávamos preparados para isso… Opa, uma lágrima escorreu aqui. Pabllo Vittar, por si só, já um marco de representatividade para a comunidade LGBTQ, e parece que a cantora resolveu se despir metaforicamente no vídeo de “Indestrutível”, seu mais recente single. Pela primeira vez na carreira, ela usa a voz e toda a plataforma conquistada nos últimos meses para mostrar a verdade nua e crua de adolescentes que sofrem com o bullying e a intolerância sexual.

A mensagem de transformar o preconceito em respeito é evidenciada com uma letra intensa e uma melodia lenta, cheia de dor e superação. Logo no início, vemos um dado das comissões de Relações Exteriores e de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados que de cara norteia toda a narrativa do clipe. A produção toda em preto e branco alterna cenas de Pabllo cantando e passagens que representam um estudante sofrendo violência verbal e física na escola. O vídeo somado a canção, além de emocionar, representa a voz de milhares de jovens que passam diariamente pelas mesmas condições e que, infelizmente, são ignoradas. Seria uma autorreflexão?

Filmado no começo de março em São Paulo, o clipe é dirigido por Bruno Ilogti, o mesmo de “Sua Cara”, parceria dela com Anitta e Major Lazer.

“São milhares de adolescentes que assim como eu sofreram esse tipo de agressão. Tá na hora de transformar o preconceito em respeito, de aceitar as pessoas como elas são e querem ser. De olhar na cara da homofobia e dizer ‘Eu sou assim, e daí?”. É a frase que Pabllo usa para encerrar o filme com chave de ouro. A faixa é o quinto single do álbum “Vai Passar Mal”, lançado em janeiro do ano passado que conta com os sucessos, “K.O.”, “Corpo sensual” e “Então Vai”.

Por Jessica Di Risio
Em 11 de abril de 2018