A versão de “Cabeça de Nego” de Karol Conka é uma bela homenagem ao mestre Sabotage e ao rap nacional

Uma volta ao passado para mostrar que a raiz se mantém viva. Karol Conka é sem dúvidas um dos grandes nomes do rap nacional da atualidade, não só pelas suas composições, mas por tudo que a curitibana representa no cenário musical. Além de ser fã declarada de Sabotage, Karol sempre deixou muito claro seu desejo de gravar “Cabeça de Nego”, uma das canções mais icônicas da carreira do mestre.

Na última terça-feira (03), Sabotage completaria 45 anos se estivesse vivo, e nada mais justo que prestar uma bela homenagem com o lançamento de uma nova versão para o single, originalmente gravada em parceria com Tejo Damasceno e Rica Amabis, lançada no disco “Coleção Nacional”, do Instituto, em 2002.

O clipe, gravado na favela do Boqueirão, zona Sul de São Paulo, traz todo o conceito inspirado no universo de Sabotage, com a presença dos filhos do rapper, Sabota Jr. e Tamires, da neta Allice e do amigo de infância, Bola. Por ser tão pessoal, trata-se de uma produção extremamente humana e verdadeira, respaldada por um excelente trabalho cinematográfico que relembra o que era feito há 10, 15 anos atrás.

Produzido pela Gullane Entretenimento, o vídeo foi dirigido por Leandro Lima e Johnny Araujo, um dos mais experientes nesse segmento, indicado 23 vezes ao VMB.

E a homenagem não parou por aí! Para capa do single, a rapper reproduziu a foto mais famosa de Sabotage, convidando o fotógrafo Marcio Simnch, que fez o registro original na época, para o clique.

O legado do maior nome do rap nacional pulsa não apenas no hip hop, mas também na história da música brasileira e na cinefilia. Para quem não lembra, Sabotage chegou a participar de Carandiru, de Hector Babenco, além de compôr a música tema do filme “O Invasor”, de Beto Brant, que ganhou prêmio de melhor direção no festival de Brasília.

Por Jessica Di Risio
Em 05 de abril de 2018